Por dentro da Bottega Veneta: conheça a história da marca italiana

Por dentro da Bottega Veneta: conheça a história da marca italiana

Fundada em 1966, a marca italiana Bottega Veneta é reconhecida por seus três pilares: tradição, qualidade e o trabalho manual cuidadoso com o couro.

Sua assinatura é o “intrecciato”, ou seja, o couro trançado, que representa a importância que a marca dá ao trabalho artesanal.

Apesar de toda a sua herança da qualidade italiana, a Bottega Veneta ganhou destaque a partir de 2001, quando o alemão Tomas Meier assumiu a direção criativa da marca e redesenhou um novo caminho para a label sem tirar sua principal característica: o trabalho manual! Foi ele o responsável por criar o fecho knot da clutch de mesmo nome, e que é sucesso no mundo todo!

Há um ano, entretanto, um novo diretor criativo tomou a frente da Bottega Veneta: o inglês Daniel Lee, que já havia passado por marcas como Margiela e Celine (durante a era Phoebe Philo). Por ser um nome menos conhecido, a escolha sacudiu o mundo da moda e o que vimos nesse primeiro ano de transição foi uma Bottega com linhas mais minimalistas e modernas, investindo também no ready-to-wear (para competir com o universo já estabelecido das fast fashion), mas sem perder seus pilares.

Para garantir o padrão Bottega Veneta, a marca investe sempre em materiais da mais alta qualidade e, com o tempo, passou a adquirir tecnologias especiais para cortar tais materiais de maneira precisa em pequenos pedaços a serem usados durante a tecelagem das peças. Aliando modernidade e história, os artesãos desenvolvem suas habilidades em longos treinamentos e períodos contínuos de práticas, que são passadas de geração para geração. No closet BoBAGS, existem mais de 50 opções, em diferentes cores e tamanhos, do modelo que tem fãs como Siena Miller, Charlize Theron, Nicole Kidman e tantas outras!